Um Googleplex por outra ótica


Já tive a oportunidade de conhecer o campus principal de algumas importantes empresas de tecnologia: Microsoft, Oracle, Sun e o Google. Se considerarmos a beleza arquitetônica, o Googleplex (sede do Google) é o lanterninha.

O prédio que foi comprado da Silicon Graphics e os mais novos prédios que foram comprados de uma indústria farmacêutica realmente não tem a cara da empresa. A decoração que se fez compensa satisfatoriamente, trazendo o espírito arrojado e divertido que são a marca do Google e de seus produtos.

Vou tentar mostrar aspectos peculiares, detalhes e a beleza que tenho encontrado no Googleplex.

As cores azul, vermelho verde e amarelo permeiam esta decoração. Da pintura das paredes aos guarda sóis que permitem almoçar ao ar livre, vário detalhes da decoração mostram o estilo alegre do Google.

A ponte que ocupou o lugar de uma tiroleza facilita o deslocamento entre os dois campi principais.

As árvores em frente a entrada principal, secas pela chegada do inverno, encobrem o campo de futebol que está ao fundo. Esta é a bela vista que tenho da mesa onde trabalho.

No estacionamento é fácil encontrar uns carros que eu só havia visto antes em revistas e filmes. Tenho tido a oportunidade de trabalhar com um bocado de gente que bem poderia estar curtindo sua aposentadoria. Mas estão lá com a missão de fazer do mundo um lugar melhor.

Muitas árvores, muita vegetação. Nos restaurantes também há muitas opções ditas saudáveis. Picanha e torresmo eu nunca vi.

É muito comum que tenhamos que deslocar entre os prédios durante o dia do trabalho. São muitas reuniões e normalmente a gente que é visitante não consegue se sentar perto das equipes com quem precisamos fazer os contatos. No campus principal temos quatro corredores como este ligando os quatro prédios principais: 40, 41. 42 e 43. Eu estava vindo do outro campus para tomar café na minha cafeteria preferida e me deparei com esta sobreposição de padrões. Foi irresistível.

O prédio 43 abriga algumas das mais brilhantes mentes que fazem o Google ser o que é. Muitos laureados por sua enorme contribuição com o desenvolvimento da indústria da internet e da computação distribuída. Feras como Jeff Dean, Rob Pike, Luiz Barroso, Kernighan, VInt Cerf, Chris Di Bona, entre outros. Sou ruim com nomes destes caras, mas tem outros que já fizeram muita coisa legal antes e depois de virem para o Google.

Olhando todo o contexto, é um lugar incrível para se trabalhar.

PS: As fotos são repetidas, eu sei. To aproveitando o feriado e queria escrever algo que não falasse de neve nem frio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.