Praticamente um mês


Chegamos dia primeiro de Janeiro de 2011. Muitas expectativas, expectativas variadas. Os meninos esperavam visitar lojas de brinquedos e ganhar alguns. Talvez exercitar um pouco do inglês que vinham estudando, conseguir se comunicar com alguma criança. A Carina querendo entender como seria viver por aqui. Como seria se adaptar à outra cultura, enfrentar a barreira lingüística, se virar em outro país? Eu vim com a vontade de produzir muito, de ver todo mundo satisfeito, de passar um mês nosso, gastando muito tempo entre nós como família. 

Pessoas diferentes, sonhos diferentes, medos diferentes, um único amor, uma única família. Fotos são assim também, não é? Uns gostam de aparecer, outros topam aparecer e outros tentam se esconder. Outros nem se importam com a câmera.

Muitos passeios. Parques próximos, Zoológicos distantes, praia, estação de esqui, restaurantes, caminhadas. Muito video game, muita leitura, muita comida diferente. Muita novidade.

Muita curiosidade.

Muita situação curiosa. Pela primeira vez na vida tive que esperar o ar quente descongelar o pára-brisa para ir trabalhar 2,7ºC às 8h.

Os mais espertos aproveitam seu lugar ao sol.

Resolvemos deixar a imaginação voar com liberdade. Curtir o momento, aproveitar o hoje e o agora. Sonhar com o futuro leve, de paz e tranquilidade.

 

Que tal meditar e filosofar?

Nem sempre o telescópio está apontado para o lugar certo. Na dúvida, mire mais alto. Ou use o degrau.

Abrace o novo com espontaneidade, com vontade, com garra. Mesmo que seja uma pedra de gelo. Aproveite antes que derreta.

Se preciso for, improvise. Mas não deixe a oportunidade passar.

Grite se der vontade. Quem se importa não liga, e quem liga não se importa.

Tenha sempre tempo para admirar a paisagem. Se você for diligente, seu olhar a tornará mais bonita.

Não existe ridículo para quem faz o que gosta. Meus filhos me ensinam a alegria que é poder ser você mesmo. Nunca deixe de ser quem você é porque sentiremos sua falta.

Onde tiver mais de uma pessoa, haverá mais de um estado de espírito. Aprenda a lidar com as diferenças de forma positiva.

Valorize a sua liberdade enquanto você a tem. Quem se vê privado dela arrisca a vida para recuperá-la. Valorize ainda mais a liberdade do seu próximo. Como diz um grande amigo “Liberdade é algo que todo mundo quer ter mas poucos aceitam dar”.

Não importa quão especial seja o lugar onde você está, uma pessoa amada vai deixá-lo melhor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.